Author:Tatiana Maffini

Se via um grande alvoroço  de todos os lados apareciam anjinhos de todos as idades, sexos e raças, eles traziam em suas mãozinhas chapeuzinhos de festa, outros vinham assoprando com toda a força balões multicoloridos, alguns caminhavam tão depressa que trocavam os passos e chegavam a se desequilibrar...

Read MoreRead More
Nossa vida é feita de muitos e muitos “adeus” alguns um pouco, outros mais e outros infinitamente dolorosos. Nosso coração vai se habituando a despedidas, tanto de bens materiais quanto de pessoas que gostamos ou amamos.

É como ter, de tempos em tempos, um pedaço da alma quebrado pela dor de saber a fragilidade da vida. Eu tive a graça de até meus 30 e poucos anos ter me despedido somente dos meus avós, que já muito velhinhos foi mais um descanso do que um rompimento da vida.