Neste dia eu morri…

 NESTE DIA EU MORRI…

Se em algum dia você não ouvir mais minha voz pronunciando o nome de meu filho, traga-me flores porque neste dia eu morri…

Se em algum dia você não ver minhas lágrimas caindo ao chão, acenda velas porque neste dia eu morri…

Se em algum dia você não ver minha mãos juntas rezando por meu filho, faça uma oração por mim porque neste dia eu morri…

Se em algum dia você pensar que já não sofro mais, chore por mim porque neste dia eu morri…

Mas se em algum dia você souber que estou em uma felicidade completa, sorria pois neste dia estarei junto de meu filho…

O tempo vai passando e dentro de mim a dor continua a mesma, com a mesma intensidade, a única diferença é que vamos nos acostumando a viver com ela, onde antes de em nós havia alegria e esperanças hoje exite a dor. Pensei que quanto mais o tempo passasse essa dor devagar iria diminuindo, mas isso não aconteceu, sinto como se em mim houvesse uma ferida sangrando que nunca sarasse e eu cada vez que vou passar a mão em cima tirasse sem querer, é assim que me sinto quando falo da Helena, quando falo sobre tudo o que aconteceu, é como se chegasse próximo a ferida mas já sentisse a dor tomando conta de mim, então passo dia após dia fugindo das lembranças, da memórias, no dia, olhando para ela não tinha como fugir da dor, mas hoje ela fica aqui dentro escondida em algum lugar que não vou visitar jamais. Quem me vê acha que superei, mas no dia em isso acontecer é porque estarei junto de minha pequeninha, de minha Helena

AUTHOR: Tatiana Maffini
No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.