O que define uma mulher como mãe?!

Pensei em você e fechei os olhos, e então orei à Deus para que Ele te cuide, assim como sempre fiz.
Então, enquanto orava, pedi que Maria protegesse você e me desse forças para suportar a dor da sua ausência, a dor que toma conta de minha alma, e a saudade que maltrata meu coração de mãe!
Então parei e me perguntei:
– O que me faz mãe?!
Sempre ouvi dizer que mães tem filhos, isso todos sabem!
Mas, Maria, me diga:
– Como posso ser mãe se não tenho meu filho comigo?
E então, ouvi uma voz linda e serena, maternal, me responder:
– Sim, você pode e é mãe! Deus dá bebês a muitas mulheres, todos os dias. Mas quando eles voltam para o céu somente Ele sabe! Alguns Ele envia para que fiquem com suas mães a vida toda. Outros, apenas por algum tempo! Tem aqueles que nascem e já ganham suas asas, outros que apenas moram durante um tempo no útero materno, mas por algum motivo, não há necessidade de eles ficarem!
– Mas, mãezinha do céu, por quê?! Não entendo Deus! Eu quero e preciso de meu bebê aqui!
Nossa Senhora suspirou e então olhou-me em meus olhos, e pude perceber uma lágrima em seus olhos quando me disse:
– Gostaria de poder mostrar à você como seu bebê está agora! Ele está sorrindo e contando aos outros anjos que veio à Terra aprender e ensinar lições. Aprender as lições da vida, da esperança, da pureza do amor entre mãe e filho e ensinar que o amor é maior que a própria morte. Ele sabe o quanto foi abençoado com uma mãe que tanto o ama, e sente falta dele tanto assim. E saiba que seu bebê também sente muita falta de sua mãezinha querida!
– Mas, sinto tantas saudades…não há nada nesse mundo que alivie meu coração, que me ajude a suportar essa dor!
– Filha, quando tu dormes, teu bebê vem te visitar e velar teu sono. Ele acaricia teu cabelo, deita ao teu lado e sente teu travesseiro molhado pelas lágrimas de saudade. Então beija suavemente sua bochecha e sussurra em teu ouvido: – Mamãe, eu te amo tanto que a saudade também me machuca. Também quero estar contigo, oro para que Deus nos reúna logo para poder dar todo esse amor que tenho pela senhora! Durante todo tempo você não pode me ver, mas estou aqui em seu coração e em tuas lembranças! – Então, filha amada, seu bebê espera por você, ele estará na porta do céu esperando para lhe dar as boas vindas!
Nesse momento eu apenas chorava, ajoelhada no quarto de meu bebê, sentindo seu perfume e lembrando de seu calor em meu colo.
– Então, agora você já deve ter percebido o que te faz mãe: teu amor pelo teu bebê, esse amor que supera a distância, a dor, a saudade…é esse amor que transborda de teu coração quando você lembra dele, é esse amor que você teve desde o início, quando ele foi enviado para teu ventre!
E então acordei de meu sonho, com o travesseiro molhado de lágrimas sentidas de saudade, com um perfume delicado no ar e meu coração mais calmo!
E assim descobri que SOU MÃE, apesar de poucos saberem, apesar de meu bebê não estar comigo.
E algum dia estaremos juntos e será para sempre!
– Me espera meu anjinho, um dia mamãe vai ao teu encontro!

Autora: Tatiana de Oliveira Maffini

Escrevi após ler o texto: What Makes a Mother?

AUTHOR: Tatiana Maffini
No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.