Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Lanterna do Amor Eterno

imagem
Slashio Photography

Se está lendo isso através do QR Code da nossa “Lanterna do Amor Eterno” que acompanha uma das nossas “Caixas de Memória”, saiba que estamos enviando um abraço sincero até você. Trabalhamos todos os dias com o propósito de oferecer apoio.

Ao realizarmos nosso trabalho, buscamos conscientizar a sociedade sobre o luto parental e ajudar pais e mães que enfrentam a difícil jornada após a perda de um filho.

Dentro da caixa, você encontrará diversos itens, incluindo a “Lanterna do Amor Eterno”. Esta lanterna foi criada para simbolizar a luz que nos guia nas horas mais escuras: o amor por nossos filhos, e é exatamente isso que queremos transmitir a você, que recebeu uma de nossas caixas de memória.

Queremos lembrá-lo com carinho de que o amor que floresceu quando você se tornou pai ou mãe continuará a ser sua bússola neste caminho desafiador. Em um mundo onde não podemos mais ver nossos filhos crescerem, o amor por eles muitas vezes se torna a luz que ilumina nosso caminho. É essa luz que compartilhamos com o mundo através da campanha “Wave of Light”, em honra aos nossos filhos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais

Lanterna do Amor Eterno

Lanterna do Amor Eterno

imagemSlashio Photography Se está lendo isso através do QR Code da nossa "Lanterna do Amor Eterno" que acompanha uma das nossas "Caixas de Memória", saiba que estamos enviando um abraço

Qual é o tempo NECESSÁRIO para se despedir de um filho?

Qual é o tempo NECESSÁRIO para se despedir de um filho?

A chimpanzé Natalia, de 21 anos, perdeu seu segundo filhote após 14 dias do nascimento e há mais de três meses ela o carrega consigo enquanto cumpre sua rotina diária.

Fases do luto?

Fases do luto?

A psiquiatra Elisabeth Kübler-Ross publicou em 1969 o livro "Sobre a morte e o morrer", onde categorizou as reações psicológicas e as mudanças comportamentais de pacientes terminais, desde o momento

No mês das mães, como me definir neste papel?

No mês das mães, como me definir neste papel?

Refleti muito nos últimos dias sobre a maternidade e como me definir nesse papel, especialmente neste mês. Mãe enlutada, mãe de anjo, mãe de estrela... Percebi que, na busca por

 A coisa mais injusta com uma mãe que perde um filho

 A coisa mais injusta com uma mãe que perde um filho

A perda se acoplou em mim feito um parasita. Uma homeostase que parece perfeita. Um encaixe onde não se sabe onde começa um e termina o outro. Uma simbiose que

Ayla é a luz que ilumina nossos caminhos, é força, é motivação para não desistirmos.

Ayla é a luz que ilumina nossos caminhos, é força, é motivação para não desistirmos.

Minha amada e desejada menina. Ayla V. Gomes nasceu no dia 01/09/21, às 8:20 da manhã, pesando 3,260kg. Nasceu de parto normal induzido; infelizmente, houve negligência durante a indução e